WhatsApp-Image-2021-04-16-at-09.58.57-1-1200x804.jpeg

Acompanhamos ontem no AEROIN as informações de que o protótipo do “Big Twin” – como é chamado o projeto que dará origem ao maior avião bimotor cargueiro da história da aviação comercial até agora – seria utilizado para um voo diferente e bastante especial.

Promovido pela Israel Aerospace Industries (IAI), responsável pela conversão do primeiro Boeing 777-300ER de passageiros para cargueiro em parceria com a GE Capital Aviation Services (GECAS), o sobrevoo pelos 73 anos da independência de Israel marcaria não apenas a comemoração da data em si, mas também o retorno da IAI após 33 anos sem participar com aviões civis das festividades aéreas.

E assim está sendo feito (no momento da publicação desta matéria) nesta quinta-feira, 15 de abril, conforme mostram as primeiras imagens da ocasião a serem divulgadas. Como previsto, o futuro 777-300ERSF, atualmente com a matrícula N557CC, está voando sobre diversos pontos de Israel, assim como dois jatos executivos G280, fabricados pela IAI sob licença da Gulfstream.

A surpresa, entretanto, ficou por conta de mais uma bela aeronave aparecendo no display aéreo. Enquanto as informações de ontem previam que também voaria um Boeing 767 convertido de passageiros para cargueiro pela IAI, quem apareceu foi um belo Boeing 747-400.

O Jumbo utilizado é o registrado sob a matrícula 4X-ICA, da companhia cargueira israelense CAL Cargo Air Lines. A empresa possui dois 747-400 cargueiros que têm em sua fuselagem toda branca nada mais do que a mensagem “Challenge accepted” (Desafio aceito).

No momento da publicação desta matéria, em torno das 07h40 da manhã (horário de Brasília), os dois grandes aviões estavam sobrevoando Jerusalém.

Fonte: Brazil Modal


Transporte-aéreo-de-carga-1200x800.jpg

Todas as regiões do mundo menos a América Latina registraram um aumento no transporte de mercadorias por via aérea em 2016, quando houve um crescimento de 3,8% da demanda global em comparação com 2015, informou nesta quarta-feira a Associação de Transporte Aéreo Internacional (Iata).

A porcentagem global duplica o que foi conseguido pela indústria nos últimos cinco anos, nos quais a taxa de crescimento do transporte de carga não superou os 2%, segundo um comunicado da Iata.

Após um início ruim em 2016, os volumes de carga, o espaço ocupado pelas mercadorias nos aviões, se recuperaram no segundo semestre do ano.

O envio de materiais de silício (usados para a construção de bens de alto valor no setor da eletrônica), a mudança nas ordens de exportação e a proximidade da celebração do Ano Novo Chinês, ligado ao calendário lunar, contribuíram para o aumento da demanda no final de 2016.

As companhias europeias representaram quase a metade do aumento anual total da demanda, indicou a associação, que representa mais de 260 companhias aéreas.

As empresas aéreas latino-americanas registraram uma contração da demanda que se refletiu em uma diminuição de 4,2% nos volumes de carga. Este é o segundo ano consecutivo que a demanda do transporte de carga aéreo cai na região, marcada por dificuldades econômicas e políticas que afetaram especialmente a maior economia local, o Brasil.

A demanda caiu 1% em dezembro de 2016, em comparação com o mesmo período de 2015, mês no qual a região representou 2,8% do total do transporte aéreo de carga. Apesar dos números negativos, a Iata afirmou que “os níveis de crescimento da região estão em linha com os dados do começo de 2016”.

O diretor-geral da Iata, Alexandre de Juniac, comentou que apesar das previsões de exportações serem boas para 2017, o setor deverá operar em um contexto de estagnação do comércio mundial.

De Juniac alertou sobre as possíveis consequências negativas para o setor representada por eventuais medidas protecionistas dos governos, como prometeu em campanha o presidente americano, Donald Trump.

Fonte: UOL

 

A D-Log atua a mais de 20 anos com exportação e importação. Somos um operador multimodal e agente de carga nacional e agente de carga internacional com o expertise na área de Transporte Aéreo, Rodoviário, Marítimo e Desembaraço Aduaneiro. Atuamos em São Paulo, Rio Grande do Sul, Santos e em todo o Brasil, além de diversos países em todos os continentes.


rodoanel.jpg

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou, na abertura do Summit Agronegócio Brasil 2016, que o Rodoanel Metropolitano, que permitirá ligar o aeroporto de Guarulhos ao Porto de Santos, deve ser entregue em 18 meses.

“Estamos tirando um gargalo tendo em vista que São Paulo é o principal exportador nacional”, disse Alckmin.

O governador destacou, ainda, que o agronegócio brasileiro “vai bem, mas ainda tem grandes desafios e um bom potencial para crescer”. Segundo Alckmin, isso será possível graças ao novo patamar de câmbio, favorável as exportações nacionais.

Para o governador, dois segmentos de destaque neste ano são os de carnes e de açúcar, cujos produtos têm preços em alta no momento.

Fonte: A Tribuna

 

A D-Log atua a mais de 20 anos atuando com exportação e importação. Somos um operador logístico multimodal com o expertise na área de Transporte Aéreo, Rodoviário, Marítimo e Desembaraço Aduaneiro. Atuamos em São Paulo, Rio Grande do Sul, Santos e em todo o Brasil, além de diversos países em todos os continentes.


AGENTE DE CARGA INTERNACIONALAGENTE INTERNACIONALOPERADOR LOGÍSTICO DE CARGA
OPERADOR MULTIMODALTRANSPORTE DE CARGA AÉREAOPERADOR LOGÍSTICO NO BRASILOTM OPERADOR DE TRANSPORTE MULTIMODAL



D-LOG BRASIL

Rua Nova Jerusalém, 78 - Tatuapé
03410-000 - São Paulo-SP
comercial@dlogbr.com
+55 11 3634-2300

FACEBOOK