somos-sobe-53-na-bolsa-apos-ser-comprada-pela-kroton-1200x518.jpg

CVC sobe 20% e vira protagonista da bolsa mesmo com turismo congelado

2 de junho de 2020 Mercado

Operadores Logísticos - A operadora de turismo CVC foi a protagonista dos últimos pregões da B3. Só hoje a ação subiu 20% e fechou em 18,60 reais, ainda que nada se saiba sobre o futuro do setor de turismo. O valor de mercado da empresa voltou ao patamar anterior ao início do isolamento social no Brasil, do início de março: 2,76 bilhões de reais. Nos dois últimos dias, o ganho acumulado é de 30%.

Operadores Logísticos - A companhia tem uma lista de novidades para apresentar ao mercado. As altas, à espera dessas informações, contaram também com a crescente aposta dos investidores de que o mundo não enfrentará uma segunda onda de contágio do novo coronavírus, ou seja, nenhuma temporada extra de isolamento à vista. É a crença do dia.

Operador Multimodal - Silvio Genesini, presidente do novo conselho de administração da companhia, contou ao EXAME IN que o grupo de fundos que montou posição no negócio, liderado por Opportunity, mas que inclui Pátria e Brasil Capital, já alcançou uma posição entre 30% e 35% da empresa.

Prêmios e Certificados - Na lista de tarefas, segundo ele, primeiro serão resolvidas as questões ligadas à investigação interna, a respeito dos erros contáveis encontrados nos balanços dos últimos anos, para que então as demonstrações financeiras auditadas de 2019 possam ser apresentadas (e a dos anos anteriores reapresentadas). Essas questões estão interligadas, mas podem ter prazos diversos, pois é preciso submeter o balanço às auditorias.

Newsletter - Só a partir daí será definida a questão da capitalização do negócio — ao longo do segundo semestre. Genesini demonstrou simpatia pelo modelo da Natura, uma capitalização privada, com garantia firme dos atuais principais sócios e mais uma fatia de fundos de mercado.

Marítimo - A empresa anunciou no fim de fevereiro que, ao preparar as demonstrações de resultado do ano passado, encontrou problemas na contabilização de valores transferidos a fornecedores de serviços turísticos. A estimativa era, na ocasião de um impacto de 250 milhões de reais, nas receitas registradas de 2015 a 2019. Desde então, a CVC Brasil, maior operadora de turismo do país, vive uma crise (particular) dentro de uma outra (pandemia), ainda maior.

Parceiros - A discussão sobre a capitalização, segundo Genesini, envolverá os fundos que consolidaram grande participação na companhia. A posição foi montada após o anúncio dos problemas na contabilidade e durante o início do período de isolamento. Para obter recursos novos para fortalecer o caixa, o Itaú BBA foi contratado para assessorar a companhia.

Dietrich Logistics - O modelo e o valor, explicou ele, estão em discussão nesse momento e não há nenhuma decisão sobre se os recursos virão dos sócios atuais, de novos ou do mercado, de forma pulverizada — ou ainda tudo misturado. “O aumento de capital da Natura é um ótimo exemplo”, comentou.

Trabalhe na D-Log - “Tem que ter muito cuidado para falar de preço da ação na bolsa. Mas quanto mais o papel se valorizar, melhor é, pois reduz a diluição dos atuais acionistas e facilita nas conversas”, comentou Genesini. A ação ainda acumula queda de 60% no ano. Mas, em relação ao piso pós-pandemia, a valorização é de quase 200%.

Desembaraço Aduaneiro - O mercado estima que a CVC demandaria em torno de 1 bilhão de reais. O valor leva em consideração a pretensão da empresa de usar os recursos para fortalecer o negócio, para o mundo pós-covid-19, mais vencimentos da ordem de 900 milhões ao longo deste ano, na soma de empréstimos mais debêntures. O caixa da companhia estava em 365 milhões no fechamento de dezembro, conforme números não auditados apresentado pela empresa. Genesini, contudo, não forneceu um valor. “Vamos definir tudo isso com calma e juntos com os atuais acionistas. Neste instante, está tudo em aberto.”

Dietrich Logistics - A CVC não tem apenas um conselho novo, tem uma diretoria nova também. Leonel Andrade assumiu como presidente no fim de março, após o anúncio dos problemas contábeis no balanço.

Trabalhe na D-Log - No dia 21 de maio, foi realizada a primeira reunião do novo conselho de administração. O encontro, segundo Genesini disse ao EXAME IN, durou praticamente o dia todo. Na reunião, os conselheiros tiveram oportunidade de interagir com todos os assessores que estão envolvidos nas diversas frentes de trabalho atuais e também com o novo presidente.

Dietrich Logistics - O conselho de administração também discutiu melhorias nos controles internos e a formação de comitês de assessoramento do colegiado, para fortalecimento da governança: comitê de estratégia e inovação; de pessoas e remuneração; e de auditoria e partes relacionadas.

Site desenvolvido pela Lima & Santana Propaganda - O prazo final estabelecido para apresentação das demonstrações financeiras auditadas é 31 de julho, mas pode ser que ocorra antes. “O quanto antes possível”, disse Genesini. Muitos acreditam que, a despeito da crise duplicada, a CVC pode sair melhor no médio e longo prazo, devido à natural posição de vantagem frente às empresas do ramo de menor porte. “Nesse momento, não estamos pensando por esse lado. Nosso foco é querer a sobrevivência de todos, pois precisamos de todos estruturados na cadeia para o bom funcionamento do setor. A pandemia vai passar e os destinos turísticos vão continuar existindo.”

Serviços - Desembaraço Aduaneiro - Air Freight - D-Log conquista selo de Eficiência Logística -

Fonte: https://exame.com/exame-in/cvc-sobe-20-e-vira-protagonista-da-bolsa-mesmo-com-turismo-congelado/


AGENTE DE CARGA INTERNACIONALAGENTE INTERNACIONALOPERADOR LOGÍSTICO DE CARGA
OPERADOR MULTIMODALTRANSPORTE DE CARGA AÉREAOPERADOR LOGÍSTICO NO BRASILOTM OPERADOR DE TRANSPORTE MULTIMODAL



D-LOG BRASIL

Rua Nova Jerusalém, 78 - Tatuapé
03410-000 - São Paulo-SP
comercial@dlogbr.com
+55 11 3634-2300

FACEBOOK