Arquivos Mercado - Página 2 de 32 - D-Log - Excelência e Confiabilidade

somos-sobe-53-na-bolsa-apos-ser-comprada-pela-kroton-1200x518.jpg

Desembaraço Aduaneiro - A Receita Federal informou hoje (11) que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e sua esposa, Guiomar Mendes, não são investigados pelo órgão. Em nota à imprensa, o Fisco também afirmou que não pactua com o vazamento de informações e “ilações de prática de crimes sem provas”.

Operador Logístico de Carga - O comunicado da Receita foi uma resposta ao pedido de providências feito na semana passada pelo presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, após o vazamento para a imprensa de um documento interno no qual Mendes e sua esposa são citados em uma apuração preliminar de “possíveis fraudes de corrupção, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio ou tráfico de influência”.

D-Log 21 anos - Segundo a Receita Federal, não há procedimento de fiscalização em desfavor dos contribuintes e que as expressões usadas no documento interno “não estão amparadas em evidências verificadas durante o procedimento de análise preliminar”.

Transporte de Carga Aérea - O órgão também informou que foi aberto um processo na corregedoria para apurar a divulgação do documento sigiloso.

Operador Logístico - “O dossiê onde os documentos estavam autuados, foi identificado, bem como todas as pessoas que tiveram acesso ao procedimento de tramitação restrita. A identificação e a responsabilização pelo vazamento estão sob apuração em procedimento específico, conduzido pela Corregedoria da Receita Federal”, diz a nota.

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/receita-diz-que-gilmar-mendes-nao-e-investigado-pelo-orgao/


somos-sobe-53-na-bolsa-apos-ser-comprada-pela-kroton-1200x518.jpg

D-Log 21 anos - Os trabalhos de buscas por 160 vítimas que ainda estão desaparecidas por causa do rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho (MG), entraram no 17° dia neste domingo (10). Mais uma vez os trabalhos se concentram na usina ITM, no setor administrativo – refeitório, casa e estacionamento – e nas áreas da ferrovia e de acúmulo de rejeito. No total, 35 equipes estão em campo desde as 8h. São 352 militares: 150 de Minas Gerais, 129 de outros estados, 64 da Força Nacional e nove voluntários.

Contato D-Log - Onze aeronaves, 35 máquinas e 19 cães farejadores também estão sendo utilizados hoje. Segundo o último balanço da Defesa Civil de Minas Gerais, divulgado no início da tarde de hoje, nove corpos ainda não foram identificados , duas pessoas seguem hospitalizadas e 138 estão desabrigadas.

Trabalhe na D-Log - Desembaraço Aduaneiro -

Agente de Carga - Inspeção

Rodoviário - Também neste domingo a Barragem Sul Superior da Vale, em Barão de Cocais, na região central de Minas, passa por inspeção técnica para avaliar a segurança da estrutura. Por causa do risco do rompimento, moradores do entorno da barragem tiveram que sair de casa às pressas na madrugada da última sexta-feira (8).

Selo Infraero - A vistoria, segundo a Vale, vai avaliar novamente as condições de segurança, para a Agência Nacional de Mineração (ANM) verificar se muda ou não o alerta de rompimento da barragem. Não há prazo para que o novo parecer seja emitido. Ainda segundo a mineradora, até a emissão desse novo laudo o nível de alerta permanecerá como “nível 2”.

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/equipes-ainda-buscam-160-desaparecidos-em-tragedia-da-vale-em-brumadinho/


somos-sobe-53-na-bolsa-apos-ser-comprada-pela-kroton-1200x518.jpg

Desembaraço Aduaneiro - (Reuters) – O CEO do Flamengo disse neste sábado que as instalações do Centro de Treinamento do clube, onde 10 jogadores morreram em um incêndio na sexta-feira, eram adequadas e afirmou que picos de energia, consequência das fortes chuvas que atingiram o Rio de Janeiro nesta semana, podem ter provocado problemas no aparelho de ar condicionado causando o incêndio.

Selo Infraero - Belotti disse em pronunciamento na sede do Flamengo na Gávea, zona sul do Rio, que, embora as instalações do centro de treinamento não tenham sido atingidas pela enxurrada que matou sete pessoas na cidade, a zona oeste, região que abriga o CT, foi bastante atingida e que vários picos de energia elétrica foram registrados.

Agente de Carga - O dirigente, que se recusou a responder perguntas da imprensa após seu pronunciamento, garantiu que os aparelhos de ar condicionado haviam passado por manutenção dias antes da tragédia, que matou 10 atletas das categorias de base do clube de entre 14 e 16 anos de idade que dormiam no local.

Sea Freight - “O que nós sabemos até agora é o que a perícia do Corpo de Bombeiros nos falou –falou a alguns dos empregados do Flamengo– que o problema começou no ar condicionado e ninguém pode garantir por que que começou no ar condicionado”, disse.

Dietrich Logistics - “Eles (aparelhos de ar condicionado) estavam em perfeita ordem, eles funcionavam. Então pode ser, a suposição existente agora, é que esses picos de energia tenham influenciado no funcionamento regular do ar condicionado e ocasionado o princípio de incêndio. Esse incêndio começou e, infelizmente, quando tem um incêndio desse porte, com emissão de fumaça tóxica, as pessoas começam a desfalecer e a partir daí você não tem mais o controle.”

News - Belotti minimizou informações divulgadas pela prefeitura de que o local que abrigava o alojamento não tinha licença para instalação de um dormitório, mas sim de um estacionamento, e de que o Flamengo não tinha alvará de funcionamento para o local, tendo sido autuado 30 vezes, inclusive com determinação de interdição.

Road Transportation - “Na realidade, isso não tem nada a ver com o acidente que ocorreu. Nós temos algumas providências a serem tomadas para tornar o CT plenamente legalizado, estamos trabalhando arduamente nisso”, disse o CEO do Flamengo.

Companhia - “Para vocês terem uma ideia, nós precisávamos de nove certificados para conseguir o alvará. Oito deles nós já temos, estamos terminando com o Corpo de Bombeiros para em seguida ter o alvará.”

Road Transportation - O dirigente flamenguista defendeu as instalações do CT e afirmou que elas são confortáveis e que a direção do clube se orgulha delas. Disse ainda que o local tinha certificado de regularidade do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e que o Flamengo recebeu certificado de clube formador da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e da Federação do Estado do Rio de Janeiro (Ferj).

Termos e Procedimentos - “O que eu queria deixar claro é que nós não estamos falando de um puxadinho, nós estamos falando de um alojamento”, disse o dirigente.

Operador Logístico Multimodal - “A verdade é que aconteceu um acidente trágico. Não foi por falta de investimento do Flamengo, não foi por falta de cuidados do Flamengo. Afinal de contas, esse é o nosso maior ativo. Aquela turma que estava dormindo lá, é o nosso futuro. Nós prezamos muito por essa turma.”

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/flamengo-defende-instalacao-e-diz-que-pico-de-energia-pode-ter-gerado-fogo/


as-principais-noticias-desta-sexta-feira-para-terminar-o-dia-bem-informado-1200x800.jpg

Operador Logístico - Tragédia no Flamengo

Operadores Logísticos - A área onde ficava o alojamento do Centro de Treinamento do Flamengo que pegou fogo na madrugada desta sexta-feira, 08, deixando dez mortos e três feridos, estava descrita como “estacionamento”, de acordo com a Prefeitura do Rio. O Ninho do Urubu, como é conhecido o local, não estava com a documentação regularizada no Corpo de Bombeiros. Entre os mortos, há atletas e funcionários do clube, na maioria adolescentes entre 14 e 16 anos. Conheça as vítimas.

Operador Logístico Brasil - Brumadinho tenta se reerguer após a tragédia

Operadores Logísticos - O início do ano letivo nas escolas municipais e estaduais de Brumadinho (MG), palco da catástrofe provocada pelo rompimento de uma barragem da mineradora Vale, foi marcado para a próxima segunda-feira (11). Inicialmente previsto para começar no dia 4 deste mês fevereiro, o ano letivo foi adiado devido às dificuldades enfrentadas pelo município desde o desastre, ocorrido há cerca de duas semanas. O adiamento afetou cerca de 6 mil alunos.

Rodoviário - Ministério muda rumo de políticas de saúde mental

Transporte Aéreo de Animais - Um documento do Ministério da Saúde publicado nesta semana dá sinal verde para a compra de aparelhos de eletroconvulsoterapia (os eletrochoques) para o Sistema Único de Saúde (SUS) e reforça a possibilidade da internação de crianças em hospitais psiquiátricos. O texto também prega abstinência no tratamento de dependentes químicos. Para o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, as medidas são polêmicas. Elas foram criticadas por integrantes do movimento de desospitalização, sob o argumento que os hospitais psiquiátricos são pouco fiscalizados e palco de desrespeito a direitos dos pacientes.

Hospital psiquiátricoGetty Images

News - O “novo Moro”

Prêmios e Certificados - A quarta turma do Tribunal Regional Federal (TRF-4) confirmou hoje a nomeação do juiz federal Luiz Antonio Bonat para o comando das investigações da Lava Jato – posição que já foi de Sérgio Moro. A juíza Gabriela Hardt chefiou a 13ª Vara de Curitiba, onde estão sendo feitas essas investigações, temporariamente e chegou a sentenciar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção no caso do sítio em Atibaia (SP), além de confiscar o imóvel.

Transporte de Carga Aérea - Lava Toga

Operador Logístico - O Senado pode ter uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o Poder Judiciário. O requerimento para averiguar a atuação dos tribunais superiores foi protocolado nesta quinta-feira (8) pelo senador Alessandro Vieira (PPS-SE).

Empresa de Logística em São Paulo - O parlamentar propõe averiguar o abuso de pedidos de vista ou expedientes processuais para retardar ou inviabilizar decisões de plenário, assim como a diferença do tempo de tramitação de pedidos a depender do interessado e também o excesso de decisões contraditórias para casos idênticos.

Operador Multimodal - “Nosso objetivo é abrir a caixa-preta deste Poder que segue intocado, o único que segue intocado na esfera da democracia brasileira. E só existe democracia quando a transparência chega a todos os lugares”, disse o senador.

Dietrich Logistics - Concessão do estádio do Pacaembu sai por R$ 111 milhões

Road Transportation - A Prefeitura de São Paulo fechou a concessão do Estádio do Pacaembu por até 35 anos pelo valor total de R$ 111 milhões. O Consórcio Patrimônio SP venceu a concessão com a abertura dos envelopes realizada na manhã desta sexta-feira (8) na sede da Secretaria Municipal de Esportes. A outorga mínima era de R$ 37 milhões.

Customs Clearance - Flávio Bolsonaro na mira do MPF

Operador Logístico Multimodal - Uma nova investigação sobre o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) foi aberta, agora no Núcleo de Combate à Corrupção do Ministério Público Federal (MPF). O órgão vai analisar a evolução patrimonial do senador. A investigação foi aberta depois de um advogado ter enviado uma denúncia contra o parlamentar.

Operador Multimodal de Carga - O denunciante entregou ao MPF reportagens que analisavam as transações imobiliárias do então deputado estadual do Rio. A abertura da investigação foi revelada pela Rede Globo na noite da quinta-feira, 7.


Flavio BolsonaroReuters

Companhia - Governo Bolsonaro tem choque de realidade

Empresa de Logística em São Paulo - Na primeira semana de trabalhos legislativos, o governo do presidente Jair Bolsonaro enfrentou o vazamento de uma minuta da reforma da Previdência, a principal medida de ajuste fiscal a ser submetida a aprovação do Congresso. O texto foi bem recebido pelo mercado, mas tornou-se alvo de críticas de organizações que seriam atingidas pelas mudanças e sofreu ressalvas até de parlamentares da base aliada.

Customs Clearance - Um nude milionário

Operador Logístico Brasil - Até o homem mais rico do mundo, Jeff Bezos foi chantageado com a publicação de fotos íntimas reveladoras pelo jornal National Enquirer, publicação aliada ao presidente americano Donald Trump. Em vez de se submeter à chantagem, o empresário decidiu publicar “exatamente o que eles me enviaram, apesar dos custos pessoais e do constrangimento”.

Termos e Procedimentos - O ataque do jornal a Bezos começou com a divulgação de uma suposta relação extraconjugal do empresário com a jornalista Lauren Sanchez. O divórcio veio à tona em seguida.


Jeff Bezos: o empresário que lidera o império Amazon é o homem mais rico do mundoGetty Images

Operador Logístico - Nobel da Paz Óscar Arias é acusado de assédio sexual

Operadores Logísticos - O vencedor do prêmio Nobel da Paz e ex-presidente costarriquenho Óscar Arias foi acusado por cinco mulheres de assédio ou agressão, aumentando as alegações contra ele. O caso serve como exemplo da repercussão do movimento #MeToo na América Latina.

Operadores Logísticos - As denúncias das mulheres ameaçam a reputação do ex-presidente, que é um dos estadistas latino-americanos mais respeitados. Arias ganhou o Nobel da Paz em 1987 por seu papel na negociação do final de guerras civis na região.

Transporte Aéreo de Animais - Bolsa fecha dia em alta, apesar de primeira queda semanal do ano

Parceiros - Apesar de recuar 2,57% na semana, a bolsa paulista encerrou o pregão de sexta-feira, 8, com alta de 0,99% a 95.343,10 pontos. Já o dólar acumulou alta de 1,96% na semana, e fechou o dia  cotado a R$ 3,73 na venda.

Contato D-Log - E a mais lida do dia…

Road Transportation - Um indiano de 27 anos decidiu processar os pais porque eles não perguntaram sobre a sua vontade de nascer. “Não fomos perguntados se queríamos nascer […] Nascer não foi sua decisão e você não pode ser responsabilizado por algo que não é uma decisão sua”, diz ele em um vídeo publicado no YouTube.

Operador Multimodal - Os pais do rapaz são advogados e se dizem admirados com a ousadia do filho em leva-los a um tribunal. “Se o Raphael puder vir com uma explicação racional sobre como poderíamos ter procurado seu consentimento para nascer, aceitaremos a culpa. “

Site desenvolvido pela Lima & Santana Propaganda -

Fonte: https://exame.abril.com.br/mundo/as-principais-noticias-desta-sexta-feira-para-terminar-o-dia-bem-informado/


somos-sobe-53-na-bolsa-apos-ser-comprada-pela-kroton-1200x518.jpg

Marítimo - A condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 12 anos e 11 meses de prisão, a juíza federal Gabriela Hardt também mandou confiscar o sítio Santa Bárbara, em Atibaia, pivô da nova sentença contra o petista. Segundo a magistrada, a lei de lavagem de dinheiro prevê a “perda, em favor da União, dos bens e valores relacionados, direta ou indiretamente, à prática dos crimes”.

Operador Multimodal de Carga - A juíza afirma que ter concluído “que são proveito do crime de lavagem as benfeitorias feitas nas reformas do sítio de Atibaia, para as quais foram empregados ao menos R$ 1.020.500,00”. “Já foi narrado nesta sentença que não se discute aqui a propriedade do sítio. Contudo, os valores das benfeitorias, feitas em especial no imóvel de matrícula 55.422, registrado em nome de Fernando Bittar e sua esposa, no mínimo equivalem ao valor do terreno, comprado em 2010 pelo valor de R$ 500.000,00”.

Operador Logístico - “Não há com se decretar a perda das benfeitorias sem que se afete o principal”, afirmou.

Sea Freight - A magistrada determina. “Diante disto, não vislumbrando como realizar o decreto de confisco somente das benfeitorias, decreto o confisco do imóvel, determinando que após alienação, eventual diferença entre o valor das benfeitorias objeto dos crimes aqui reconhecidos e o valor pago pela totalidade do imóvel seja revertida aos proprietários indicado no registro”.

Transporte de Carga Aérea - “A fim de assegurar o confisco, decreto o sequestro sobre o imóvel registrado sob a Matricula 55.422, do Livro 2, do registro Geral de Atibaia, São Paulo. Independentemente do trânsito em julgado, expeça-se precatória para lavratura do termo de sequestro e para registrar o confisco junto ao Registro de Imóveis. Desnecessária no momento avaliação do bem, pois eventual alienação dependerá do trânsito em julgado, caso não haja notícia de depreciação que justifique a alienação antecipada”, anotou.

Empresa de Logística em São Paulo - A sentença de Gabriela Hardt tem 360 páginas. Também foram condenados os empresários José Adelmário Pinheiro Neto, o Léo Pinheiro, ligado a OAS, a 1 ano, 7 meses e 15 dias, o pecuarista José Carlos Bumlai a 3 anos e 9 meses, o advogado Roberto Teixeira a 2 anos de reclusão, o empresário Fernando Bittar (proprietário formal do sítio) a 3 anos de reclusão e o empresário ligado à OAS Paulo Gordilho a 3 anos de reclusão.

Operadores Logísticos - A juíza condenou os empresários Marcelo Odebrecht a 5 anos e 4 meses , Emilio Odebrecht a 3 anos e 3 meses, Alexandrino Alencar a 4 anos e Carlos Armando Guedes Paschoal a 2 anos. O engenheiro Emyr Diniz Costa Junior recebeu 3 anos de prisão. Todos são delatores e, por isso, vão cumprir as penas acertadas em seus acordos.

Termos e Procedimentos - Gabriela Hardt absolveu Rogério Aurélio Pimentel, o “capataz” das obras do sítio.

D-Log conquista selo de Eficiência Logística - A Lava Jato afirma que o sítio passou por três reformas: uma sob comando do pecuarista José Carlos Bumlai, no valor de R$ 150 mil, outra da Odebrecht, de R$ 700 mil e uma terceira reforma na cozinha, pela OAS, de R$ 170 mil, em um total de R$ 1,02 milhão.

Ação

Transporte de Carga Aérea - O sítio Santa Bárbara é pivô da terceira ação penal da Lava Jato, no Paraná, contra o ex-presidente – além de sua segunda condenação. O petista ainda é acusado por corrupção e lavagem de dinheiro por supostas propinas da Odebrecht – um terreno que abrigaria o Instituto Lula e um apartamento vizinho ao que morava o ex-presidente em São Bernardo do Campo.

Prisão

Air Freight - O ex-presidente já cumpre pena de 12 anos e um mês de prisão no caso triplex, em “sala especial”, na sede da Polícia Federal do Paraná, em Curitiba, desde 7 abril de 2018, por ordem do então juiz federal Sérgio Moro.

News - Lula foi sentenciado pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro envolvendo suposta propina de R$ 2,2 milhões da OAS referente às reformas do imóvel.

Defesa

Termos e Procedimentos - Com a palavra, o advogado Cristiano Zanin Martins, que defende Lula

Desembaraço Aduaneiro - Nota da Defesa de Lula

Operador Logístico Multimodal - A defesa do ex-presidente Lula recorrerá de mais uma decisão condenatória proferida hoje (06/02/2019) pela 13ª. Justiça Federal de Curitiba que atenta aos mais basilares parâmetros jurídicos e reforça o uso perverso das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política, prática que reputamos como “lawfare”.

Road Transportation - A sentença segue a mesma linha da sentença proferida pelo ex-juiz Sérgio Moro, que condenou Lula sem ele ter praticado qualquer ato de ofício vinculado ao recebimento de vantagens indevidas, vale dizer, sem ter praticado o crime de corrupção que lhe foi imputado. Uma vez mais a Justiça Federal de Curitiba atribuiu responsabilidade criminal ao ex-presidente tendo por base uma acusação que envolve um imóvel do qual ele não é o proprietário, um “caixa geral” e outras narrativas acusatórias referenciadas apenas por delatores generosamente beneficiados.

Selo Infraero - A decisão desconsiderou as provas de inocência apresentadas pela Defesa de Lula nas 1.643 páginas das alegações finais protocoladas há menos de um mês (07/01/2019) – com exaustivo exame dos 101 depoimentos prestados no curso da ação penal, laudos técnicos e documentos anexados aos autos. Chega-se ao ponto de a sentença rebater genericamente a argumentação da defesa de Lula fazendo referência a “depoimentos prestados por colaboradores e co-réus Leo Pinheiro e José Adelmário” (p. 114), como se fossem pessoas diferentes, o que evidencia o distanciamento dos fundamentos apresentados na sentença da realidade.

Operador Logístico Multimodal - Ainda para evidenciar o absurdo da nova sentença condenatória, registra-se que:

Agente de Carga Internacional - – Lula foi condenado pelo “pelo recebimento de R$ 700 mil em vantagens indevidas da Odebrecht” mesmo a defesa tendo comprovado, por meio de laudo pericial elaborado a partir da análise do próprio sistema de contabilidade paralelo da Odebrecht, que tal valor foi sacado em proveito de um dos principais executivos do grupo Odebrecht (presidente do Conselho de Administração); esse documento técnico (elaborado por auditor e perito com responsabilidade legal sobre o seu conteúdo) e comprovado por documentos do próprio sistema da Odebrecht foi descartado sob o censurável fundamento de que “esta é uma análise contratada por parte da ação penal, buscando corroborar a tese defensiva” – como se toda demonstração técnica apresentada no processo pela defesa não tivesse valor probatório;

Parceiros - – Lula foi condenado pelo crime de corrupção passiva por afirmado “recebimento de R$ 170 mil em vantagens indevidas da OAS” no ano de 2014 quando ele não exercia qualquer função pública e, a despeito do reconhecimento, já exposto, de que não foi identificado pela sentença qualquer ato de ofício praticado pelo ex-presidente em benefício das empreiteiras envolvidas no processo;

Parceiros - – foi aplicada a Lula, uma vez mais, uma pena fora de qualquer parâmetro das penas já aplicadas no âmbito da própria Operação Lava Jato – que segundo julgamento do TRF4 realizado em 2016, não precisa seguir as “regras gerais” – mediante fundamentação retórica e sem a observância dos padrões legalmente estabelecidos.

Serviços - Em 2016 a defesa demonstrou perante o Comitê de Direitos Humanos da ONU a ocorrência de grosseiras violações às garantais fundamentais, inclusive no tocante à ausência de um julgamento justo, imparcial e independente. O conteúdo da sentença condenatória proferida hoje somente confirma essa situação e por isso será levada ao conhecimento do Comitê, que poderá julgar o comunicado ainda neste ano – e eventualmente auxiliar o país a restabelecer os direitos de Lula.

Operador Logístico Brasil - Cristiano Zanin Martins

D-Log conquista selo de Eficiência Logística - Com a palavra, o criminalista Alberto Aaharias Toron, que defende Fernando Bittar 

Termos e Procedimentos - O criminalista Alberto Zacharias Toron, que defende o empresário Fernando Bittar, condenado a 3 anos de reclusão no processo do sítio de Atibaia, disse que a sentença da juíza Gabriela Hardt “é equilibrada”. “Vamos recorrer, mas a sentença mostra a disparidade entre a acusação e a realidade reconhecida por uma juíza que não é exatamente uma liberal, ao contrário, é reconhecida como uma juíza linha dura.”

Operador Multimodal - Para Toron, é importante destacar que a força-tarefa do Ministério Público Federal da Operação Lava Jato imputava a Bittar – proprietário do sítio de Atibaia – a prática de 44 atos de lavagem de dinheiro. “A doutora Gabriela Hardt condenou Bittar por apenas uma lavagem. Isso mostra a prática de acusação excessiva do Ministério Público.”

Agente de Carga - O criminalista avalia que a força-tarefa da Lava Jato “com sua estratégia usual de fazer acusação excessiva quer compelir a pessoa a fazer uma delação, no caso queriam que falassem do Lula e da dona Marisa, quando na verdade não há base nenhuma para uma acusação dessa magnitude”.

Marítimo - O advogado demonstra preocupação com o plea bargain, acordo penal adotado em larga escala nos Estados Unidos e que o ex-juiz da Lava Jato Sérgio Moro incluiu no pacote anticrime entregue ao Congresso nesta quarta, 6.

Empresa de Logística em São Paulo - “Agora vem o plea bargain do Moro. Vão te acusar de crimes que levam a uma pena de 100 anos. O que você faz? Se fizer acordo a pena cai para 5 anos. A pessoa vai aceitar. Vamos ter que discutir muito isso.”

D-Log conquista selo de Eficiência Logística - “O que é importante destacar é que o próprio Ministério Público, nas alegações finais, reconheceu que o Fernando Bittar é o verdadeiro proprietário do sítio de Atibaia”, segue Toron. “Enfim, ficou definida a propriedade do sítio.”

Rodoviário - Com a palavra, a criminalista Daniella Meggiolaro, defensora de José Carlos Bumlai

News - “José Carlos Bumlai recebeu com imensa surpresa a notícia de sua condenação e dela irá recorrer, pois jamais contribuiu financeiramente com as reformas do sítio de Atibaia. A sentença é atécnica e não aponta a origem nem a ilicitude dos valores que seriam objeto da suposta lavagem. Além disso, a pena e o regime de cumprimento impostos a ele são totalmente desproporcionais.”

Operador Logístico Brasil - Com a palavra, o criminalista Antonio Claudio Mariz de Oliveira, defensor de Roberto Teixeira

News - “Achei uma pena muito boa. A magistrada já deu a substituição, aplicou regime aberto e substituiu por prestação de serviços à comunidade. Mas vou recorrer, até porque o Ministério Público Federal vai recorrer.”

Operador Logístico de Carga - “A defesa de Roberto Teixeira, embora reconheça qualidades e méritos da prolatora da sentença irá recorrer, pois entende que ele, como exposto desde a resposta à denúncia até as alegações finais, não cometeu o delito que lhe é imputado.”

D-Log 21 anos - “Entende também que a sua inocência ficou comprovada pela prova dos autos e que, em consequência, a sentença contrariou todos os elementos carreados para o processo que demonstraram a atipicidade da conduta de Roberto Teixeira.”

Rodoviário - “É importante deixar claro que a conduta de Roberto Teixeira foi uma conduta do advogado. Sua conduta foi a do advogado na defesa dos interesses de seu cliente. Dessa forma não pode ele ser punido criminalmente porque será punida assim a Advocacia.”

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/gabriela-hardt-confisca-sitio-de-atibaia/


somos-sobe-53-na-bolsa-apos-ser-comprada-pela-kroton-1200x518.jpg

Dietrich Logistics - São Paulo – Leia as principais notícias desta quinta-feira (7) para começar o dia bem informado:

As quentes do dia

Operador Logístico -

Política e mundo

Termos e Procedimentos - Vale sabia de problemas em sensores de barragem 2 dias antes de rompimento
Informações constam do depoimento do engenheiro Makoto Namba, coordenador de projetos da empresa Tüv Süd, à Polícia Federal.

Empresa de Logística em São Paulo - TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Valor pode ser retirado dos R$1 bilhão que foram bloqueados judicialmente em ação movida pelo estado de Minas Gerais contra a mineradora.

Newsletter - Senado elege Mesa Diretora e Flávio Bolsonaro fica com a 3ª secretaria
Chapa única foi aprovada com 72 votos favoráveis, 2 contrários e 3 abstenções; Anastasia ficou com a vice-presidência.

Parceiros - Defesa de Lula recorrerá da condenação; veja nota na íntegra
O ex-presidente foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do sítio de Atibaia.

Parceiros - Moro diz esperar sugestões da sociedade para aprimorar leis anticrimes
Projeto propõe mudanças em leis para tentar reduzir crimes violentos, corrupção e criminalidade organizada; proposta foi criticada por muitos especialistas.

Selo Infraero - Brumadinho: Moradores denunciam que atestado de óbito omite tragédia
Documento que confirma a morte de vítimas do rompimento da barragem registra local da morte como “evento em Brumadinho”.

Trabalhe na D-Log - Bolsonaro diz que funções fisiológicas estão em plena evolução
Boletim médico do hospital Albert Einstein atesta que quadro clínico do presidente é estável.

Agente de Carga Internacional - EUA oferecem suspensão de sanções a militares que abandonarem Maduro
Governo norte-americano está há mais de uma semana pedindo que militares venezuelanos rompam com Maduro e apoiem Guaidó.

Rodoviário - Cristina Kirchner é convocada a depor pela 2ª vez em caso de corrupção
Ex-presidente da Argentina é acusada de liderar quadrilha para receber dinheiro de empresários em troca de favores políticos.

Enquanto você desligou…

Customs Clearance - Copom mantém juros inalterados em 6,5% pela sétima vez seguida
A decisão foi por unanimidade e veio de acordo com o esperado pelo mercado, de acordo com o último Boletim Focus.

Road Transportation - Mesmo sem cortar Selic, Brasil cai de novo em ranking de juros reais
O Brasil, que já chegou a ser líder absoluto em juros reais, hoje está atrás de seis países: Turquia, Argentina, México, Rússia, Indonésia e Índia.

Operadores Logísticos - Suspensão e queda de quase 5%: mais um dia difícil para a Vale na Bolsa
Mineradora foi impedida de operar a mina de Laranjeiras, em mais uma consequência do estouro da barragem em Brumadinho.

D-Log 21 anos - Tabela do frete elevou inflação e reduziu PIB em R$ 7 bilhões, diz CNI
Tabele do frete rodoviário foi criada pelo governo federal para atender reivindicação dos caminhoneiros durante a greve que ocorreu no ano passado.

Air Freight - Danone e DPA, da Nestlé, podem entrar na lista do trabalho escravo
Organizações que aparecem na lista são proibidas de acessar linhas de crédito de bancos estatais e outras formas de financiamento público.

Sea Freight - Brasileiros gastam R$ 661 a cada 3 meses com compras online
Consumidores com acesso a sites de compras online costumam se dividir entre os conscientes e os empolgados.

Serviços - Empresa de cannabis aposta em maconha feita de cana-de-açúcar
Um acordo de US$ 255 milhões para converter açúcar em produtos químicos de cannabis está abrindo as portas para uma era de maconha sem plantas.

Agenda

Operador Logístico de Carga - Nesta quinta-feira (7), serão divulgados nos EUA os pedidos por seguro-desemprego e os discursos de membros do FOMC. Na Zona do Euro, os destaques serão o relatória mensal do BCE e as projeções econômicas da UE.

Fonte: https://exame.abril.com.br/mercados/e-tudo-para-ler-antes-da-bolsa-abrir/


somos-sobe-53-na-bolsa-apos-ser-comprada-pela-kroton-1200x518.jpg

Customs Clearance - O promotor de Justiça Claudio Calo, do Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro (MPRJ), não está mais à frente das investigações relativas aos relatórios do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) que apresentam movimentações financeiras atípicas. Segundo ele, a decisão foi tomada depois de “profunda reflexão jurídica.”

Termos e Procedimentos - O promotor havia recebido ontem (4) as investigações, mas em nota distribuída nesta terça-feira (5), declarou-se impedido.

Selo Infraero - Em nota, o promotor informou que “juridicamente” entendeu que as investigações que envolvem as movimentações financeiras de funcionários do gabinete do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), que era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), apontadas no relatório do Coaf, devem ser conduzidas pela Promotoria de Justiça de Investigação Penal Tabelar.

Sea Freight - “Após profunda reflexão jurídica, em respeito à imagem do MPRJ e às investigações relativas aos relatórios do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), até mesmo diante da repercussão que o episódio vem tendo na mídia, juridicamente entendi ser mais oportuno que a investigação sobre o senador Flávio Bolsonaro seja conduzida pela Promotoria de Justiça de Investigação Penal Tabelar. Não se trata de declínio de atribuição, pois a atribuição, como se sabe, é da 24ª PIP, mas trata-se de questão de cunho pessoal”, disse em nota o promotor.

Marítimo - Um dia após receber a investigação sobreas movimentações financeiras atípicas do ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), Fabrício Queiroz, o promotor Claudio Calo declarou-se suspeito e deixou o caso. A decisão foi anunciada nesta terça-feira, 5, após a repercussão negativa de antigas publicações feitas pelo promotor em sua conta no Twitter, em que compartilhou postagens sobre a família do presidente da República, Jair Bolsonaro, e comentou o caso Queiroz. No documento em que pede a sua suspeição, Calo afirma que se encontrou com Flávio em novembro passado.

Road Transportation - O promotor também alegou no pedido de suspeição que, apesar de não ser amigo ou inimigo de nenhuma pessoa mencionada nos autos, se encontrou pessoalmente com Flávio quando este estava na condição de deputado estadual e senador eleito ainda não diplomado. A reunião teria sido antes dos fatos investigados serem publicados pela mídia, no dia 30 de novembro, e intermediado por amigos do promotor que estudaram Direito na mesma sala do parlamentar na universidade.

Multimodal Logistics Operator Brazil - O objetivo do encontro, segundo ele, era tratar “exclusivamente de questões relacionadas com a Segurança Pública, precisamente com o combate à corrupção e o combate à lavagem de capitais, assim como projetos de leis relacionados com crimes contra Administração Pública e lavagem de capitais”. Ele disse que na ocasião sugeriu ao parlamentar, dentre várias outras sugestões, o aumento das penas mínima dos crimes que causam lesão ao erário, assim como dificultar a progressão de regime de cumprimento de pena.

D-Log 21 anos - “Neste encontro estiveram presentes este Promotor de Justiça, o referido parlamentar e dois amigos em comum que promoveram o contato pessoal com fins jurídicos, sendo que o contato, repise-se, ocorreu antes mesmo da divulgação pela mídia dos fatos ora investigados.”, disse.

Operador Logístico Multimodal - As publicações foram reveladas pelo jornal O Globo e confirmadas pelo Estado. As postagens repercutiram nas redes sociais por pessoas que questionaram a imparcialidade do promotor. Ao jornal O Estado de S. Paulo, Calo disse que deixou o caso por uma questão técnica e não por pressão, em razão do Twitter, ou por questão de simpatia ou antipatia pela família.

Prêmios e Certificados - “Já denunciei pessoas de vários partidos MDB, DEM, PT, PRTB dentre outros”, disse. No documento em que pede a sua suspeição, o promotor disse que tomou a decisão “após profunda reflexão jurídica, em respeito à imagem do MPRJ, às investigações e até mesmo diante da repercussão que o episódio vem tendo na mídia”.

Desembaraço Aduaneiro - No entanto, afirmou que continuará na condução das investigações sobre os outros dez episódios apontados pelo Coaf envolvendo servidores da Alerj e deputados estaduais não reeleitos.

Rodoviário - Em uma das publicações feitas no Twitter que originaram a polêmica, Calo disse que o relatório do Coaf não necessariamente indica crime. “Tecnicamente, o crime de lavagem de capitais é um crime parasitário, acessório, pressupõe uma infração penal antecedente. O fato de haver fracionamento de depósitos bancários e em dinheiro gera suspeitas, mas, por si, não é crime de lavagem, pois pode a origem do dinheiro ser lícita”, escreveu, no último dia 21.

Agente de Carga - Ele também compartilhou posts feitos por Flávio Bolsonaro anunciando que ele iria dar entrevistas à imprensa e um feito pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSC), em que ele critica a abordagem dada pela imprensa à viagem de seu pai para Davos.

Trabalhe na D-Log - Antes de se declarar suspeito, Calo havia dito que suas manifestações no Twitter”são de professor de direito, palestrante e articulista”. “Não trato de casos em rede social e nem de investigados. Sequer me identifico como membro do MPRJ. Sigo vários parlamentares e governadores, a fim de fazer sugestões”, argumentou.

Multimodal Logistics Operator Brazil - O promotor ressaltou que é integrante de uma associação denominada de Movimento de Combate à Impunidade, que tem membros do MP e do Judiciário e que suas mensagens no Twitter não demonstram preferências políticas, “mas críticas jurídicas, sugestões legislativas e preocupação com erário”. “Essa é a pauta”, afirmou.

Prêmios e Certificados - Sobre o retuíte de Carlos Bolsonaro, o promotor disse que a sua interpretação sobre a mensagem principaldo vereador não foi a da crítica a mídia, mas, “aparentemente, os poucos gastos com a viagem e menos gastos para o erário”. “Não rtt (retuíte) a mensagem do Carlos Bolsonaro porque criticou a imprensa, mas porque afirmou que a viagem a Davos foi pouco onerosa para o erário”, disse.

Sea Freight - A investigação estava a cargo do procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), Eduardo Gussem, mas o caso deixou de ser de sua alçada porque Flavio Bolsonaro, que era deputado estadual no Rio de Janeiro, assumiu uma cadeira no Senado. O ex-assessor de Flávio foi identificado pelo Coaf em movimentações financeiras atípicas de R$ 1,2 milhão, de janeiro de 2016 a janeiro de 2017, conforme revelado pelo Estado, em dezembro do ano passado.

Parceiros - Nos bastidores do MP, entre os promotores,houve um indicativo de que Calo dificilmente ficaria no caso. “Não há clima para isso”, disse um integrante do órgão ao Estado que não quis se identificar. “É muita pressão para quem de alguma forma já externou posições sobre um dos envolvidos”, completou.

Aéreo - Já o PSOL entrou com um requerimento no MP do Rio em que pede a suspeição do promotor no caso.No documento, o partido alega que Claudio Calo “é um apoiador costumaz dos políticos Bolsonaro, do ministro Sérgio Moro e de outras figuras da direita brasileira – e faz questão de mostrar isso nas redes sociais”. “O caso precisa ser redistribuído por conta da gravidade do caso e das potenciais consequências caso o promotor continue à frente do processo”, alegou o partido.

D-Log conquista selo de Eficiência Logística - No ano passado, Claudio Calo assinou a denúncia contra os ex-chefes da Polícia Civil do Rio de Janeiro Rivaldo Barbosa e Carlos Leba, acusados de crimes contra a Lei de Licitações. Na ocasião, o Ministério Público pediu o afastamento de Barbosa do cargo, o que a Justiça acabou negando. Até o início da noite desta terça-feira, 5, a assessoria de imprensa do MP não respondeu oficialmente sobre o assunto.

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/promotor-abre-mao-de-conduzir-investigacoes-sobre-flavio-bolsonaro/


somos-sobe-53-na-bolsa-apos-ser-comprada-pela-kroton-1200x518.jpg

Prêmios e Certificados - O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, anunciou hoje (4) que o estado terá o primeiro presídio vertical do Brasil, com nove andares, capaz de alojar 5 mil presos. A estrutura será erguida no espaço de uma unidade penal do Complexo de Bangu, o Presídio Plácido de Castro, que está em más condições de conservação, de acordo com o governador.

Empresa de Logística em São Paulo - Witzel ressaltou que a ampliação do sistema penitenciário também é uma resposta às medidas propostas nesta segunda-fera pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, de endurecimento das leis penais.

Operadores Logísticos - “A primeira questão que eu coloquei para o ministro Sergio Moro, ainda em dezembro, foi o impacto disso no sistema carcerário. Nós estamos desenvolvendo aqui no Rio de Janeiro um modelo de presídio vertical, com nove pavimentos, que pode acondicionar em cada cela de seis a oito presos. Isto já está em andamento, nós já estamos fazendo um projeto básico para encaminhar ao Departamento Penitenciário [Nacional]”, disse Witzel, que participou hoje da posse do novo presidente do Tribunal de Justiça (TJ), desembargador Cláudio de Mello Tavares.

Operadores Logísticos - Segundo o governador, o presídio vertical deve custar de R$ 60 milhões a R$ 80 milhões e representará uma modernização no sistema penitenciário estadual. “Imaginem que nós poderemos, com R$ 800 milhões, termos 70 mil novas vagas aqui no estado”, calculou Witzel.

Serviços - O governador disse que o prédio será construído o mais breve possível e que o projeto está sendo tocado pela Secretaria Estadual de Obras, em um primeiro momento, para reduzir custos: “Estou andando com o projeto de forma acelerada, para que a gente consiga implementar esse presídio, que será uma inovação em termos de estabelecimento prisional no Brasil. Isto tudo está sendo feito com a nossa Secretaria de Obras, sem contratação de terceirizados.”

População carcerária

Contato D-Log - De acordo com dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), há no Brasil cerca de 715 mil presos atualmente, sendo 327 mil em regime fechado, 131 mil em regime semiaberto, 9,4 mil em regime aberto, além de 242 mil presos provisórios, aguardando sentença, e 6 mil em prisão domiciliar. O número de vagas é de 416 mil, em 2.635 estabelecimentos prisionais. O Rio de Janeiro, segundo o CNJ, tem 53 mil presos, para um total de 29 mil vagas, em 56 estabelecimentos prisionais.

Sea Freight - Outros dados sobre o sistema carcerário brasileiro podem ser acessados na página do CNJ.

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/rio-tera-primeiro-presidio-vertical-do-pais-anuncia-witzel/


somos-sobe-53-na-bolsa-apos-ser-comprada-pela-kroton-1200x518.jpg

Agente de Carga - O boletim médico divulgado por volta das 17h de hoje (3) pelo Hospital Israelita Albert Einstein informa que uma tomografia realizada na tarde deste domingo (3) no presidente da República, Jair Bolsonaro, descartou complicações cirúrgicas. Segundo o documento, o presidente continua apresentando evolução clínica estável, permanece sem dor e sem infecção.

Operador Logístico Multimodal - “[O presidente] foi submetido à tomografia de abdome que descartou complicações cirúrgicas. Encontra-se com sonda nasogástrica aberta [para retirada de acúmulo de líquido no estômago], em jejum oral e nutrição parenteral [por via venosa] exclusiva. Realiza fisioterapia respiratória e motora no quarto e segue com as medidas de prevenção de trombose venosa”.

Operadores Logísticos - Segundo a assessoria de comunicação da Presidência, Bolsonaro não está mais apresentando quadro de náusea e vômitos, como ocorreu na tarde de ontem (2). De acordo com os assessores, o resultado do exame de tomografia foi “tranquilizador”.

Operadores Logísticos - Por ordem médica, o presidente continua com restrição para receber visitas. Na manhã de hoje ele estava acompanhado da esposa, Michelle Bolsonaro, e do filho Carlos Bolsonaro.

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/tomografia-descarta-complicacoes-cirurgicas-em-bolsonaro-diz-boletim/


o-que-a-vitoria-de-davi-alcolumbre-significa-para-o-governo-bolsonaro.png

Desembaraço Aduaneiro - São Paulo – O jovem senador Davi Alcolumbre, de 41 anos, foi eleito neste sábado (02) o novo presidente do Senado para o biênio 2019-2020 em primeiro turno, com 44 de 77 votos registrados.

Trabalhe na D-Log - O caminho para a vitória foi atribulado: ontem, a sessão inicial foi suspensa após impasses diante da presidência da Mesa e da decisão da maioria por declarar voto aberto.

Aéreo - Alcolumbre era o único membro remanescente da Mesa anterior e por isso assumiu a liderança da sessão e se recusou a levantar da cadeira por sete horas.

Operador Logístico - Ele foi criticado por conflito de interesses por já ter declarado publicamente antes que era ele mesmo candidato.

Multimodal Logistics Operator Brazil - A sessão voltou hoje com nova polêmica, primeiro sobre voto fechado (garantido em regimento interno e reafirmado por decisão de Toffoli, do STF) e depois com uma votação que deu errado.

Transporte Aéreo de Animais - Foram registradas 82 cédulas para 81 senadores, gerando uma acusação de fraude até agora não esclarecida.

Transporte Aéreo de Animais - Foi na segunda votação que Davi ganhou, agora sem a concorrência do antes favorito Renan Calheiros, que se retirou no meio da disputa.

Agente de Carga Internacional - Quem ganha

Serviços - O resultado de hoje é uma vitória política para o DEM, que também ganhou a liderança na Câmara dos Deputados (com Rodrigo Maia), e enterra as pretensões do antes todo-poderoso MDB de manter algum núcleo forte de poder no governo Bolsonaro.

Operador Multimodal de Carga - Um dos grandes vencedores da noite foi o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também do DEM e padrinho político de Alcolumbre.  A mulher de Lorenzoni trabalha no gabinete dele.

Contato D-Log - Ciente dos erros de Dilma Rousseff em 2015, que atuou abertamente por seus correligionários e acabou recebendo de presente Eduardo Cunha, Lorenzoni atuou de forma discreta e nos bastidores por Alcolumbre.

Customs Clearance - Sustentou uma neutralidade pública até o fim mas assim que a vitória foi anunciada, comemorou abertamente fazendo referência ao episódio bíblico de Davi contra Golias.

Operador Logístico de Carga -

Operadores Logísticos - Já a equipe econômica, na contramão de Onyx, via a experiência de Renan Calheiros como um ativo na articulação das reformas.

Sea Freight - Christopher Garman, diretor da consultoria americana de risco político Eurasia, acha que o governo navegou mal no Senado e na Câmara, mas não acredita que isso vá comprometer a agenda econômica. Tanto Alcolumbre quanto Maia defenderam as reformas em seus discursos de vitória.

Air Freight - Fernando Schuler, professor do Insper, diz que a perspectiva é favorável para a aprovação de uma reforma da Previdência já no primeiro semestre.

Trabalhe na D-Log - Transparência

Termos e Procedimentos - Para Garman, o resultado de hoje também mostrou um Congresso mais sensível à opinião pública, que se manifestou amplamente via redes sociais contra a candidatura de Renan Calheiros (MDB).

Operadores Logísticos - Ao longo do dia, termos como #EnterrodeRenan ficaram em destaque nos trending topics do Twitter. Nesse sentido, a questão do voto aberto foi essencial para constranger quem apoiava Renan.

D-Log 21 anos - Apesar da decisão do STF garantindo o sigilo, como prevê o regimento, na medida que mais e mais senadores fizeram o voto aberto ficou claro que seria impraticável fazer punições formais.

Prêmios e Certificados - Flávio Bolsonaro, que se vê embrenhado em denúncias de corrupção sobre seu período como deputado estadual, foi o caso mais simbólico.

Companhia - Na primeira votação, ele não declarou seu voto: disse nas redes sociais que quis preservar o pai, mas especula-se que tenha negociado uma proteção de Renan.

Air Freight - Após críticas, chegou na segunda votação apoiando Alcolumbre e foi justamente nesse momento que Renan subiu na tribuna para se colocar como guardião da democracia e retirar sua candidatura.

Prêmios e Certificados - A questão é que se a oposição a Renan foi o que uniu o bloco Alcolumbre, é difícil prever como atuarão em outras pautas.

Operador Multimodal - “O grupo que elegeu Alcolumbre tem gente da direita à esquerda que se aliaram com a missão anti-Renan. O grupo foi coeso só até a vitória mas ela encerrada, o Senado se fragmenta”, diz Thiago Vidal, gerente de análise política da consultoria Prospectiva.

Operador Logístico de Carga - O Senado começa a sua legislatura disperso e cheio de novatos. No Senado, das 54 vagas, 46 estão ocupadas por novos nomes, uma renovação de mais de 87%. Na Câmara dos Deputados, a taxa é de 52% dos parlamentares eleitos.

Rodoviário - O número de legendas representadas no Senado subiu de 15, em 2015, para 21 agora. As novidades incluem o Podemos, PSL, PHS, Pros, PRP, PTC e o Solidariedade. Todos não tinham representantes em 2015 e agora têm um cada.

Agente de Carga Internacional - Com as manobras de ontem e hoje, Renan foi de possível aliado com afagos ao governo Bolsonaro a um inimigo e possível líder da oposição nos corredores do Senado. A partir de segunda-feira, sua força será testada.

Contato D-Log - (Com Agência Brasil)

Empresa de Logística em São Paulo -

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/o-que-a-vitoria-de-davi-alcolumbre-significa-para-o-governo-bolsonaro/


AGENTE DE CARGA INTERNACIONALAGENTE INTERNACIONALOPERADOR LOGÍSTICO DE CARGA
OPERADOR MULTIMODALTRANSPORTE DE CARGA AÉREAOPERADOR LOGÍSTICO NO BRASILOTM OPERADOR DE TRANSPORTE MULTIMODAL



D-LOG BRASIL

Rua Nova Jerusalém, 78 - Tatuapé
03410-000 - São Paulo-SP
comercial@dlogbr.com
+55 11 3634-2300

FACEBOOK