somos-sobe-53-na-bolsa-apos-ser-comprada-pela-kroton-1200x518.jpg

Beni Gantz, o militar que ameaça a vitória de Netanyahu

24 de março de 2019 0Mercado

Parceiros - Jerusalém — Ex-chefe do Estado-Maior do Exército de Israel, Beni Gantz é uma alternativa centrista que ameaça a coalizão direitista do primeiro-ministro do país, Benjamin Netanyahu, nas eleições gerais marcadas para o dia 9 de abril.

Transporte de Perecíveis - Faltando pouco mais de duas semanas para o pleito, o principal rival de ‘Bibi’ não é um homem de grande carisma ou extensa carreira política. Benjamín Gantz, o Beni, nunca comandou qualquer ministério ou fez parte de partidos políticos.

Road Transportation - Sua popularidade, no entanto, vem de outro tipo de trajetória, talvez mais relevante que a política em Israel: a militar.

Operador Logístico Multimodal - Antes de anunciar sua candidatura ou opinar sobre a economia e o conflito com os palestinos, Gantz já era cotado como principal e talvez único adversário capaz de vencer Netanyahu.

Newsletter - O Exército é uma das instituições de maior prestígio em Israel. Os quase 40 anos de serviço militar de Gantz, incluindo a passagem pelo comando do Estado-Maior entre 2011 e 2015, dão a ele uma credibilidade que poucos políticos ostentam.

Companhia - Filho de sobreviventes do Holocausto, o general da reserva, de 59 anos, nasceu em Kfar Ahim, um povoado rural no centro de Israel. Aos 18 anos, alistou-se e foi integrar o corpo de paraquedistas. Nos anos seguintes, cresceu exponencialmente dentro do Exército.

Termos e Procedimentos - Em 1982, Gantz participou da primeira Guerra do Líbano. Sete anos mais tarde, assumiu o comando da “Shaldag”, a unidade de elite da Força Aérea Israelense. Em 1994, foi o encarregado de restabelecer a paz na cidade de Hebron, na Cisjordânia ocupada, após o massacre cometido pelo extremista judeu Baruj Goldstein, que matou 29 fiéis palestinos que estavam no Túmulo dos Patriarcas.

Prêmios e Certificados - Antes de chegar ao Estado-Maior, Gantz ainda passou pelo Comando do Norte, liderou a divisão da Cisjordânia no início da Segunda Intifada e serviu como adido militar em Washington.

Termos e Procedimentos - Apesar de muitos membros de sua família serem ligados ao Partido Trabalhista, Gantz nunca tinha se envolvido publicamente na política até dois meses atrás.

Prêmios e Certificados - No primeiro discurso de campanha, em meados de janeiro, o militar quis se posicionar como um candidato centrista, prometeu acabar com a divisão da sociedade israelense, se comprometeu a garantir a segurança da população e elogiou Yitzhak Rabin, primeiro-ministro assassinado em 1995 após assinar os Acordos de Oslo.

Companhia - Essa mistura de força militar com disposição de promover a paz foi evidenciada nos primeiros vídeos de campanha. Gantzse vangloriava de ter devolvido partes da Faixa de Gaza à Idade da Pedra, mas reiterava que buscar a paz não é motivo de vergonha.

Cotação - Pouco antes do fim do prazo a inscrição de candidaturas, o partido de Gantz, o Resiliência por Israel, se uniu com o Há Futuro, do centrista Yair Lapid, e com o Telem, de Moshe Yaalon, também ex-chefe do Estado-Maior, mais à direita do espectro político.

Transporte de Perecíveis - Da aliança surgiu o Partido Azul e Branco – cores da bandeira israelense -, que aparece praticamente empatado com o Likud de Netanyahu nas pesquisas.

Agente de Carga - A plataforma do novo partido promete iniciar uma conferência regional com países próximos a Israel que facilite a separação dos palestinos. Além disso, garante que vai conseguir reverter o status de Jerusalém e dos grandes blocos de assentamentos em área ocupada.

Rodoviário - O Azul e Branco tem uma agenda bastante secular, afirma que aprovará leis para garantir direitos para a comunidade LGBT e que modificará a polêmica Lei Básica do Estado Nação Judaico para que ela preserve a igualdade entre os cidadãos do país.

Newsletter - Sobre o lado social, o militar propõe realizar um importante investimento no sistema de saúde, criar um ministro do Custo de Vida e o fortalecimento da educação do país.

Fonte: https://exame.abril.com.br/mundo/beni-gantz-o-militar-que-ameaca-a-vitoria-de-netanyahu/


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

AGENTE DE CARGA INTERNACIONALAGENTE INTERNACIONALOPERADOR LOGÍSTICO DE CARGA
OPERADOR MULTIMODALTRANSPORTE DE CARGA AÉREAOPERADOR LOGÍSTICO NO BRASILOTM OPERADOR DE TRANSPORTE MULTIMODAL



D-LOG BRASIL

Rua Nova Jerusalém, 78 - Tatuapé
03410-000 - São Paulo-SP
comercial@dlogbr.com
+55 11 3634-2300

FACEBOOK